[Resenha] Caixa de Pássaros - Josh Malerman

20:40

Algo de estranho está acontecendo no mundo; pessoas outrora consideradas sãs, agora cometem atos violentos e atrocidades com membros da própria comunidade seguidos de suicídio.

Malorie é uma jovem que acabara de se mudar com a irmã, Shannon, e tem como sua unica preocupação o bebe que cresce dentro de si, se desenvolvendo a cada dia e a lembrando que , agora, ela é responsável por uma outra vida além da própria. Shannon vive lhe alertando para as noticias que correm sem parar no noticiário. Na Russia, um homem assassinou um colega de trabalho e cometeu suicídio em seguida, e, após a primeira noticia, outras se seguem com o mesmo enredo e final trágico.

E então, surgem as perguntas: qual é a causa destes acontecimentos? Alguns dizem que há algo lá fora que, ao ser visto por olhos humanos, causa a loucura; outros, aqueles que se dizem descrentes sobre a coisa, acham que a loucura que domina aqueles que a veem apenas é causada pela baixa inteligencia dos indivíduos.

Após o crescente número de mortes causados pela coisa, o mundo se torna um caos. Comerciantes fecham suas lojas, hospitais para de atender, cobertores negros cobrem as janelas e aqueles que são corajosos o bastante para ficar fora de casa, usam vendas em seus olhos - qualquer precaução ainda é pouca.

Quatro anos depois, aqueles que restaram  vivem reclusos e ainda vendados, com medo do que há do lado de fora e, dentre estas pessoas, está Malorie. Sozinha e responsável pela segurança dos filhos, ela precisa encontrar um saída, mas, para que isso aconteça, ela precisa fazer algo que nunca ousou fazer nos últimos anos de sua vida: Abrir os olhos. Um simples ação com um significado extremamente assustador que pode não apenas custar sua vida, mas a de seus filhos.

Disposta a arriscar sua vida para melhorar a de seus filhos, Malorie embarca em uma viajem composta de medo, aflição e desconfiança do desconhecido - e, tudo isto, de olhos vendados.


Durante a leitura presenciei um misto de medo, aflição e curiosidade - sensações que, provavelmente, atingiram a maioria dos leitores desta incrível obra. Fiquei com medo pela Malorie e seus filhos e do que os aguardava do outro lado do rio; aflita pelos acontecimentos no decorrer da história que me faziam desconfiar de um personagem diferente a cada capítulo e, por último mas não menos importante, a curiosidade! Porque sim, senhores e senhores, este mal atinge a todos os leitores antes mesmo de sequer abrir o livro. Acontece que como em qualquer outro livro de suspense, este contém algo que não nos é informado: o que seria a coisa? No decorrer da história á duas teorias das quais se encaixam a coisa: um animal ou um homem, mas, para infelicidade do leitor, a real identidade da coisa não é revelada.

Sou um tanto quanto suspeita para opinar sobre o livro já que, aqueles que me conhecem, sabem que amo e recomendo tudo e qualquer coisa da gênero. Entretanto, este livro realmente fisgou meu coração; foram as melhores 272 páginas lidas sobre o tema!
Portanto, se assim como eu você também é atraido(a) para suspenses que te causam aquele friosinho na barriga, este livro é mais que perfeito para você! 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

0 comentários

@blogunicornioliterario