[RESENHA] Elle: música, amor e amizade. - Aretha V.Guedes

15:08

Quando tinha quatorze anos, Elle tinha tudo o que uma garota poderia querer. Ela tinha pais amorosos, uma casa boa e o melhor amigo da face da terra - Chris. Eles eram como irmãos, ou melhor, eles eram como um só; não havia nada que pudesse separa-los, nem mesmo as dezenas de namoradas ciumentas que tentavam por um fim a sua amizade. 
A amizade entre eles começou antes mesmo de Elle pronunciar sua primeira palavra. Desde que nasceu, eles eram vizinhos e apenas uma cerca separava-os. Chris, que tinha apenas dois anos de idade quando Elle nasceu, se tornou automaticamente seu melhor amigo e companheiro. Eles eram como carne e unha e nada poderia abalar essa amizade.
Chris desde pequeno sempre foi apaixonado por música, e,graças a Elle e seus planos malucos, começou a fazer aulas de violão em sua casa quando tinha 16 anos escondido de seus pais. 
Ao contraria de Elle, que sempre tivera o apoio dos pais em tudo, Chris e Sam, sua irmã caçula, não tiveram a mesma sorte. Seu pai, conhecido por todos como O Delegado, possui uma mente retrógrada e acreditava que o garoto seguiria seus passos e se tornaria o próximo a comandar a delegacia da cidade, por isso, desde que aprendeu a se manter em pé, começou a ter treinos para se tornar apto para o trabalho.
Depois de meses tendo suas aulas escondido, Chris é descoberto e seu pai lhe faz escolher: a música ou ele. A resposta veio automaticamente; ele preferiria morrer ao ficar sem sua música. Entretanto, ao escolher um de seus grandes amores, ele automaticamente teve que abrir mão de outro: Elle. Seu pai fora bem categórico quando citou as consequências: ele teria que sair da cidade e nunca mais voltar. E foi exatamente assim que Chris saiu da vida de Elle.
Quatro anos após ver seu melhor amigo se distanciar, Elle está mais do que com saudades- ela está praticamente enlouquecendo. Como se não bastasse os milhares de quilômetros que a distanciasse de seu melhor amigo, ela ainda tem que pensar em um modo de dizer a seus pais que em menos de três semanas, quando completaria seus tão sonhados dezoito anos, irá para uma universidade no outro lado do país.
Entretanto, durante um passeio de carro, uma pequena distração fez com que seu pai, que estava ao volante, se distrair o suficiente para não perceber um carro vindo em alta velocidade na contra-mão. Depois disso, a mente de Elle fica nublada e a única coisa que consegue fazer é ficar ali, estirada na grama, assistindo as chamas devorarem aqueles a quem mais ama.
Depois de dias desacordada, Elle finalmente acorda e descobre que precisa tomar decisões importantes que irão redefinir sua vida e ajuda-la a começar do zero. E adivinhem só quem é que voltou para cumprir a promessa feita anos atrás? Se você pensou em Chris, acaba de marcar um ponto!
Apesar dos quatro anos em que se mantiveram fisicamente afastados, não houve nenhuma cena e muito menos silêncio constrangedor. Entretanto, o que Chris tinha dizer a Elle não lhe agradou muito - outra coisa que também não lhe agradara fora a companhia que ele trouxera: John, o vocalista mulherengo da Jack Rock.
A partir do primeiro momento em que se viram, John e Elle não se entenderam muito bem, porém, pelo bem de sua amizade com Chris, ambos acabam tentando conviver sem criar uma terceira guerra mundial.
Chris logo revela que Elle precisará de ajuda financeira nesta nova fase de sua vida, e que lhe dará de bom grado tudo o que precisar. Ela, levada por seu lado racional e orgulhoso, diz que prefere trabalhar ao ter que passar a depender de alguém, ainda mais estando tão perto da liberdade - mais conhecida como maioridade.  John, que observa a discussão de perto, decide que é hora de agirem como adultos e enfrentarem os fatos: Elle precisa de dinheiro e quer consegui-lo ela mesma, com o próprio suor; então, por que não oferecer um emprego ao invés de tanta discussão, oras? Decidido, ele oferece a Elle um emprego como sua assiste, assim ela poderá continuar vendo Chris regularmente e ainda ter um meio de se sustentar. Mas o que nenhum dos dois esperava, era que esse arranjo iria causar tanta confusão, brigas e ainda criar um triângulo amoroso nada saudável.
Quando comecei a ler o livro, ainda no prologo, pensei que, durante esses quatro anos, Chris tivesse se transformado em uma dessas estrelas do rock que depois da fama simplesmente esquecem da existência daqueles que fazem parte de seu passado, mas, para minha alegria total, nosso protagonista não foi desleal á promessa feita por Elle de nunca abandoná-la. Do inicio ao fim, Chris se mostrou alguém leal e que merece a confiança depositada em si.
Sobre John, confesso que tenho minhas dúvidas sobre ele. Ele é um personagem marcante, afinal, ele é um dos protagonistas principais, mas sinto que ele esconde algo (tenho minhas teorias, mas isso seria spoiler). Tirando a áurea de garoto problema, ele se mostra alguém inseguro sobre si mesmo, como se seu verdadeiro ''eu'' não pudesse ser descoberto.
Elle é uma garota forte e, apesar de tudo que passou no último ano, ela se mantem firme a quem ela realmente é. Pude perceber que o amor que sente por Chris é puro e que ela preferiria ferir a si própria do que a ele. E o mesmo vale para Sam, que conseguiu, mesmo com poucas aparições, conquistar meu coração.
Sam é uma garota divertida e cheia de energia. Será que seria pedir demais para a autora escrever um livro sobre ela? HAHA (vai que cola, né?)
Uma das características que mais gostei no livro foi o fato da autora construir um passado para os personagens secundários ao invés de simplesmente coloca-los ali, como se fossem enfeites; um belo exemplo disso (literalmente), é Kim. A autora nos proporciona, ao final do livro, alguns capítulos narrados por sua perspectiva e que revela um pouco mais sobre como chegou até ali e nos deixa um gostinho de quero mais.

Adquira já seu exemplar físico: Loja da autora
Adquira já seu e-book: Amazon

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

19 comentários

  1. Amei a resenha! Ainda tem muito para acontecer com Elle, Chris, John, Kim, Sam e Alysson... Quem quiser conferir, a trilogia completa e o box de contos já está disponível na amazon. :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou ♥ Tenho certeza que vou amar conhecer o resto da Jack Rock!

      Excluir
  2. Gostei bastante da sua resenha, bem completa e explicada, ainda não conhecia, porem gostei de conhecer a sua opinião sobre ele. parabéns pelo exelente post. beijos e sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua resenha, bem facil de entender o que esta escrito e o que o livro esta querendo nos dizer. Parabens e continue assim!
    beijos
    www.euquebea.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. ADOREI, no começo da resenha pensei que ia ter romance entre a Elle e o Chris, dai quando Chris apresenta ela ao John pensei que o romance seria entre os dois, agora vai ter triângulo amoroso? ADOOOOOOORO Adorei sua resenha, fiquei muito curiosa e assim que puder quero comprar!
    Já sigo seu blog, se puder, segue o meu de volta? http://www.horadaleituraa.com.br

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela resenhaaaa!!! O amor pela música é realmente algo muuuito forte! É algo que não dá para calar. Gostei muito do post e do blog! Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito da resenha bem completa em relação ao livro. Já coloquei na lista de próximas leituras, adoro essa vibe de música, triângulo amoroso é bem divertido este gênero literário.

    ResponderExcluir
  7. Que livro surpreendente, daqueles que te deixam com vontade de não parara de ler.
    Ainda bem que Chris não deixou de cumprir sua promessa, até porque depois da perda dos pais como iria saber lidar sem a ajuda dele também.
    Fiquei apaixonada pela sua resenha e com mais vontade ainda de comprar o livro.
    Parabéns amore <3
    Beijinhuss

    ResponderExcluir
  8. Que resenha ótima, ainda não conhecia este livro mas você resenhou tão bem que já quero ele. Parabéns! Ficou muito boa mesmo

    ResponderExcluir
  9. Isto é uma resenha daquelas que dá vontade de levantar e ir correr comprar o livro. Menina você escreve bem, mas bem... uma resenha muito completa, muito bem estruturada e cativante. Amei...

    BeijinhoBom
    Paula Cardoso
    Magia nas Palavras ♥

    ResponderExcluir
  10. Velho, eu tava lendo essa resenha com toda atenção. E eu amo filmes assim, com essas histórias, eu amei demais, esse livro parece ser muito, mas muitooo bom!! Gostei, ótima resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dos melhores livros que já li <3
      Obrigada <3

      Excluir
  11. Não conhecia esse livro e fiquei apaixonada pela história. Fiquei super envolvida pelas amizades entre os personagens e pelas escolhas que eles fizeram durante a vida

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pela resenha. Ainda não conhecia esse livro mas fiquei morrendo de vontade de ler. Já anotei na minha lista de leituras futuras. Bjs

    ResponderExcluir

@blogunicornioliterario